Facilidade demais complica

Facilidade demais complica

0 19

Ah, a internet! O Smartphone, a nuvem, o GPS. O livro de marcar livros, a máquina de fritar sem fritura. A caneta que apaga, o telefone com fio para ser conectado ao aparelho sem fio. Lindas invenções de construção e desconstrução de conceitos que estão aí para facilitar (e outras para confundir) a nossa vida.

Podemos personalizar tudo. Para cada meta de vida, há um aplicativo que ajuda você a organizar e planejar. Para cada pessoa sem meta de vida, tem um joguinho viciante e colorido que lhe faz crer que está treinando sua doce capacidade de “raciocínio lógico”. Assim que descobrimos os gênios do milênio, certo? Atrás de um mecanismo de ação e reprodução sem renovação. Só que não.

O mundo hoje é uma sorveteria com 134 sabores, 46 caldas e 99 confeitos. Não conseguimos provar de tudo, fazemos algumas combinações que ficam esquisitas e voltamos para as nossas favoritas.

Temos facilidades nas prateleiras, tudo a um preço acessível ou parcelamento razoável. Confesso, é agradável comprar despreocupações, e muitas dessas invenções realmente facilitam o cotidiano lindamente.

Porém, são tantas as opções que não duvido que a profissão “Coach de compras e aplicativos” surja em breve, lhe aconselhando como facilitar mais a sua vida através de ferramentas facilitadoras.

Logo, não saberemos escolher ou fazer nada. Já não sabemos ler um mapa ou fazer um pão. Não sabemos plantar muito menos preparar um animal para consumo. Poucos sabem abrir um coco e 30 minutos sem internet trás real sensação de idade média. Até as foices e ancinhos de revolta começam a surgir, certamente já presenciamos uma cena assim.

Somos dependentes das facilidades, que vieram para otimizar nosso curto tempo livres, isso eu apoio totalmente. Mas não estamos nos “emburrecendo” ao invés de desenvolver capacidades cognitivas e motoras que teríamos com um pouco de prática?

Acredito que ao invés de reproduzir, deveríamos ser criados para explorar e criar e não para consumir e consumir novamente.
Estamos sendo digitalizados, e em breve haverá botão para tudo. Até para resetar a humanidade. Ops, esse já tem.

Avatar
Analista de Relações Públicas da CAW e escritora. Transformo sonhos em planos e planos em metas. Acredito que a criatividade positiva é o que o mundo mais precisa e que novos pontos de vista sempre devem ser considerados.

Nenhum comentário

Deixar um resposta

*

code