Sonhando…

Sonhando…

O sonho não deveria ser um verbo.

O verbo é conjugado em diversas  formas e tempos.

O sonho não.

O sonho não se conjuga.

O sonho não tem tempo, nem uma forma.

O sonho chega, sem autorização.

O sonho é particular.

O sonho é universal.

O sonho simplesmente vem.

Sonhe, sem pensar no presente.

Sonhe, lembrando do passado.

Sonhe com o futuro.

Apenas sonhe. O mundo só existe para quem continua acreditando nos seus sonhos.

Share on Google+Tweet about this on TwitterShare on FacebookDigg thisEmail this to someoneShare on TumblrPin on Pinterest
Filósofo e Articulista. Auto didata em Ciências Sociais e Políticas. Estudioso do comportamento humano. Trabalha como ghostwriter.

9 comentários

    • O sonho nos deixa viver mais livres. É uma espaço muito privado e só nosso, Fernando. Somos felizes com os nossos sonhos. Só o sonho pode trazer a felicidade a todo momento.

      (0)
  1. Não sou nada.
    Nunca serei nada.
    Não posso querer ser nada.
    À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. (Fernando Pessoa, por Alberto de Campos)

    (0)
    • Querida Andressa, sinto falta dos seus comentários. Ao que parece você também aprecia aforismos. Pessoa, por acaso, está entre os meus preferidos. Obrigado por trazer esse pensamento a minha memória.

      (-1)

Deixar um resposta