Sabedoria em 59 segundos

O Empreendedor Visionário
O Empreendedor Visionário

Uma das maiores capacidades do ser Humano é a capacidade de Visão. Neste caso, o que está verdadeiramente em causa quando se fala em visão é a visão mental. No fundo trata-se da capacidade de vermos antecipadamente o futuro dentro da nossa cabeça e a forma como visualizamos que este poderá ser. Esta visão deve englobar todas as áreas da nossa vida.

Sendo a nossa Vida subdividida em parcelas diferentes mais pequenas, a nossa visão deve abarcar a parte afectiva, profissional e de saúde e forma física. Graças a essa visão construída sobre os nossos valores e convicções, já podemos ver onde queremos estar com bastante antecedência.

Temos assim o poder de ver o nosso futuro, o que desejaríamos que este fosse. E esta capacidade é verdadeiramente poderosa porque nos permite tomar acção consistente com essa visão. Passamos a viver com as imagens do que pretendemos criar e batemos-nos por isso.

Neste momento já ultrapassámos a fase da indefinição porque já vemos, e o que se vê é concreto. Se desenvolvemos uma visão do nosso futuro então tornámos-nos visionários das nossas vidas, porque o visionário é aquele que possui uma visão. Sem ela deixamos o nosso futuro ao acaso e torna-se mais complicado ficarmos gratos à medida que vamos materializando a nossa visão simplesmente porque nunca vimos que era aquilo que queríamos alcançar.

Ao vermos o nosso futuro somos capazes de ir definindo metas ou checkpoints do nosso caminho rumo à nossa visão, e isso permite-nos ir ficando gratos ao Universo por os termos alcançado.

A lógica torna-se semelhante à de uma viagem. Se eu planeio ir do ponto A aoponto C, passo a saber que, não só tenho obrigatoriamente que passar pelo ponto B, como ganho consciência que tenho de passar pelos pontos A1, A2, A3 e assim sucessivamente até B. E o que isso me permite?

Permite-me ficar grato por ter atingindo qualquer um dos pontos porque sei que é um passo tão importante como qualquer outro para materializar a minha visão.

Se eu, começando no ponto A, não possuísse a visão daquilo que queria alcançar, como poderia saber se, chegando ao ponto A3 já estava bom ou se havia que continuar a prosseguir, e como saberia se a minha visão estava em C em D ou emE? Nunca saberia.

A clareza é uma das pedras chave. Seja claro e objectivo e siga a sua Visão!

Autor: Pedro J. de Moura nasceu em 1991 em Cascais onde estudou. Mais tarde, após concluir o ensino secundário ingressou na Universidade de Lisboa. Os conceitos dogmáticos e as verdades inquestionáveis nunca lhe fizeram muito sentido. Assim sendo, encontrou na Internet um veiculo para se expressar de forma livre e criativa enquanto Designer, Gestor de Redes Sociais e Produtor de Conteúdos.

Grato por ter lido este artigo. Se achou o artigo interessante por favor coloque “Gostei” e partilhe =)

SAIBA MAIS EM >>> https://www.facebook.com/pedrojdemoura<<<

"O essencial é invisível aos olhos"

Esta  história é uma metáfora para muito do que não vemos na vida…

A certa altura o meu objectivo era ter uma árvore que me desse frutos. Então, sem qualquer conhecimento sobre a matéria, agarrei numas sementes que encontrei e deitei-as á terra num pequeno espaço vazio no meu terreno. Cuidei das sementes o melhor que sabia e podia.

Sem me dar conta, de baixo da terra, a semente criou raízes, as raízes começaram a sair para fora mostrando um pequeno caule e o caule gerou as primeiras folhas. O meu entusiasmo ao assistir a este processo era enorme.

A seu tempo o caule tornou-se tronco, os ramos engrossaram e as folhas formaram a copa da minha árvore. Era a minha árvore de fruto… só faltavam os frutos.

Um pouco mais de paciência e cuidado com a agora árvore e os primeiros frutos nasceram, cresceram e, por fim amadureceram.

Mal acreditava que tinha a minha árvore de frutos tal como tinha idealizado á uns meses atrás.

A minha ideia era poder comer esses frutos estação após estação, contribuindo tanto para a minha saúde como para as minhas economias.

Chegado o dia de colher todos os frutos já maduros da árvore, pensava em como eram tantos e como os iria saborear momentos a seguir.

Havia chegado o momento…provei-os e…o seu sabor era um tanto ou quanto mais forte daquele que eu esperaria…era mais ácido, menos doce. Eram, na verdade limões e, ao contrário do que planeie, não consegui comer nem um inteiro.

Fiquei desanimado e pensei : talvez com outro tratamento nasçam frutos diferentes, agora já não estou disposto a arrancar a árvore que tanto trabalho me deu a plantar e cuidar.

Acontece que, a Natureza não falha e, na estação seguinte lá tinha eu a árvore carregada de limões, mesmo tendo feito tudo de forma diferente com o intuído daquela árvore dar um fruto diferente. Eu queria algo com um sabor mais suave, menos forte, queria maçãs…

Um limoeiro é e será sempre um limoeiro. Se desejas frutos diferentes, não só a semente que plantas tem de ser diferente como, se tiveres pouco espaço no teu jardim, terás de arrancar pela raiz a árvore que se encontra no lugar onde tu queres plantar a que desejas.

Queres maças? Tens de usar as sementes que irão fazer nascer uma macieira e arrancar o limoeiro que se encontra nesse lugar, por muito grande que ele já esteja.

No fundo, temporariamente, é como trocar o “tudo” por “nada”, na verdade o limoeiro já estava robusto e, quando o arrancas, no seu lugar, apenas colocas umas minúsculas sementes que mal se vêem.

Mas uma coisa é certa…vai conseguir ter maçãs!

Empreendedorismo
empreendedorismo

Uma Convicção implica acreditar em algo. Pressupõe uma opinião firme sobre o que se acredita, o que, por sua vez, revela um anterior trabalho de reflexão. As convicções são profundamente influenciadas pelos nossos valores, pois são eles que tendem a ditar as principais linhas orientadoras das nossas acções e perfil comportamental.

Uma verdadeira convicção é o resultado de uma reflexão sobre um determinado assunto, à luz da nossa escala de valores, que gera uma opinião sólida sobre esse mesmo assunto que nos faz acreditar naquilo que defendemos. Como tal, uma pessoa de fortes convicções, será, naturalmente, e porque tudo se relaciona, uma pessoa com uma escala de valores definida e que expressaopiniões válidas e estruturadas.

No nosso processo de desenvolvimento pessoal, é importante trabalhar estes aspectos pois, o valor que nos é reconhecido pela sociedade está directamente relacionado com a força daquilo em que acreditamos e com o entusiasmo e certeza que expomos e defendemos as nossas convicções profundas. Já todos ouvimos a expressão “Ele é uma Pessoa de valor!” .

Em que se traduzirá esse valor? Esse valor traduzir-se-á na força dos valores e consequente força das convicções  que leva determinada pessoa a comportar-se de determinada forma e a emitir opiniões reconhecidas pelos outros e que lhe conferem uma credibilidade superior. De nada nos valerá, por hipótese, um qualquer resultado académico se este não operou um lift up nas nossas convicções sustentadas pelos nossos valores, contribuindo, por sua vez, para sermos Pessoas capazes de emitir opiniões mais firmes com confiança e com a certeza que, para nós, aquela é a opinião a defender de forma apaixonada.

As nossas convicções têm então o poder de mudar as nossas vidas. Boas e fortes convicção irão guiar o nosso discurso e toda a nossa actuação a resultados de maior sucesso, enquanto más e fracas convicções levar-nos-ão ao “caminho para lugar nenhum”. E isto simplesmente porque as convicções espelham a formatação que temos em relação ás coisas, em relação a nós e em relação á vida.

Se for nossa convicção que, por vivermos num período de forte recessão económica mais vale não fazer nada pela simples razão que não vale a pena e é impossível, todo o nosso discurso e consequente acção tenderá a ser coerente com essa nossa convicção. Resultado? Não poderemos certamente chegar longe porque já nos demos ao trabalho de pensar e criar a convicção de que mais vale nada fazer, de que não vou conseguir fazer nada até porque diariamente muitas outras pessoas já se deram ao trabalho de corroborar essa minha convicção com convicções deles similares ás minhas.

Se, pelo contrário, trabalharmos o nosso Eu por forma a criar, desenvolvere sedimentar no nosso subconsciente convicções positivas e fortes, estamos a criar a estrada que nos irá aproximar dos nosso sonhos e, consequentemente, fazer de nós pessoas de maior sucesso. Assim, se for nossa convicção que, apesar de conscientes do ciclo económico descendente que estamos a atravessar, temos valor e a capacidade de alcançar os nossos sonhos e tudo aquilo que desejarmos para nós encarando a crise como uma oportunidade, mesmo que as mesmas pessoas insistam em nos dizer que não dá, que é impossível e que a inercia é a melhor atitude, as nossas convicções, por serem inabaláveis, farão com que continuemos a pensar, comunicar e agir no sentido que acreditamos.

Deixamos de poder ser influenciados pelas convicções dos outros  e posicionar-nos-emos no caminho que nos guia aos nossos objectivos e sonhos. As minhas convicções jogam um papel fundamental naquilo que vou alcançar na vida bem como da certeza que temos no caminho que estamos a percorrer. Ao acreditarmos e Nós como Pessoas de valor, poderemos até respeitar a opinião de todos os que nos dizem que é impossível mas, quanto a nós, sabemos que essa impossibilidade não se aplicará. Para eles até pode ser que seja impossível mas para nós não.

Nós acreditamos que é possível, e como não estamos dispostos a cruzar os braços, vamos acabar por colher os frutos da nossa atitude empreendedora.

0 16

Detesto os clichês filosóficos. O pensamento, ao meu ver, é uníssono, e decorre de uma intimidade muito particular.

0 19

Minha cabeça busca o inexplorável mundo do que, para alguns, os que ganharam título de pensadores, chamam de pensamento.

0 19

Ser lúcido, nesse mundo, é a maior das loucuras. Serei um louco enquanto não enxergar motivos para a lucidez.

0 27

Quando se cai, vem a dor. Quando se salta, dá-se a morte. Uma e outra são autênticas expressões da vida, sem fim.

1 30

“Ser lúcido, nesse mundo, é a maior das loucuras. Serei um louco enquanto não enxergar motivos para a lucidez”

Curiosidades

O Empreendedor Visionário

0 145
Uma das maiores capacidades do ser Humano é a capacidade de Visão. Neste caso, o que está verdadeiramente em causa quando se fala em...